Empreender e Teologar

"A convergência de dois olhares específicos em prol do bem comum"

Nas agitações dos mares da vida, Jesus Cristo nos dá a salvação na Oração

Deixe um comentário

Robson Cavalcanti

Leigo Teólogo Católico

Por ocasião do 19º Domingo do Tempo Comum: 10 de Agosto de 2014.

Referência bíblica: Mt 14. 22-33

Depois da multiplicação dos pães, 22Jesus mandou que os discí­pulos entrassem na barca e seguis­sem, à sua frente, para o outro lado do mar, enquanto ele despediria as multidões. 23Depois de despedi­-las, Jesus subiu ao monte, para orar a sós. A noite chegou, e Jesus continuava ali, sozinho. 24A barca, porém, já longe da terra, era agi­tada pelas ondas, pois o vento era contrário. 25Pelas três horas da ma­nhã, Jesus veio até os discípulos, andando sobre o mar. 26Quando os discípulos o avistaram, andando sobre o mar, ficaram apavorados, e disseram: “É um fantasma”. E gritaram de medo. 27Jesus, porém, logo lhes disse: “Coragem! Sou eu. Não tenhais medo!” 28Então Pedro lhe disse: “Senhor, se és tu, manda-me ir ao teu encontro, ca­minhando sobre a água”. 29E Jesus respondeu: “Vem!” Pedro desceu da barca e começou a andar sobre a água, em direção a Jesus. 30Mas, quando sentiu o vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: “Senhor, salva-me!” 31Je­sus logo estendeu a mão, segurou Pedro, e lhe disse: “Homem fraco na fé, por que duvidaste?” 32Assim que subiram no barco, o vento se acalmou. Os que estavam no barco, prostraram-se diante dele, dizendo: “Verdadeiramente, tu és o Filho de Deus!”

Introdução

Bom dia a todos meus irmãos e irmãs em Cristo! Que bom estarmos aqui novamente louvando a Deus! Que bom ouvir a palavra de Deus, o evangelho de Jesus a boa noticia de Jesus. Eu estou feliz por estar aqui mais uma vez compartilhando a reflexão da palavra de Deus com vocês. Quero convidar vocês para refletir a palavra de Deus que no dia de hoje nos traz muitas lições.

O Primeiro livro dos Reis 19 9a 11-13a

Elias está triste e com medo. Triste porque os Israelitas abandonaram a aliança com Deus, derrubaram os altares e assassinaram os profetas e com medo porque agora querem matá-lo. Elias assim como os discípulos está atormentado, está agitado.

O furação, o terremoto, o fogo e a brisa são para o povo antigo elementos da manifestação de Deus que também é conhecido como Teofania. O Vento e o fogo são símbolos relacionados à vida do profeta, que é tido como fogoso e impetuoso como o vento. Ao se afastar da cidade, do movimento do agito, assim como Jesus Elias sobe solitário na montanha. E lá ele descobre o Senhor numa brisa. Descobre que Deus não se faz presente na agitação e que calado o tumulto o silencio traz a surpresa da presença de Deus.

Carta aos Romanos 9 1-5

Paulo o apostolo dos pagãos e irmão dos Judeus vive um sentimento de pena  e um gesto de solidariedade. Pena porque não aceitaram Jesus como messias, mas solidário ao considerar os privilégios dos Judeus e o máximo privilégio de que Jesus, o Messias descende desta raça. O filho que dá brilho a sua árvore genealógica.

O Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 14. 22-33

A Oração e as Preocupações

No Evangelho, podemos perceber alguns contrastes como Montanha e o Mar a Oração e a Agitação. Jesus na sua caminhada não deixava de orar. E vai orar sozinho. Imagino Eu que não porque ele era egoísta ou porque os discípulos eram dorminhocos, como ouvimos perto da morte de Jesus, mas porque o encontro com Deus é pessoal, exige paciência, fé, tranquilidade. Aqui Jesus nos mostra a importância e a seriedade da oração.

A barca, no entanto, longe da margem por causa do vento começa a ser atormentada. Ela pode simbolizar nós dento das nossas preocupações, desde as mais leves do dia-a-dia a até as mais complicadas, aquelas que tiram o sono.

Mas Jesus fortalecido pela oração, pelo encontro com Deus, vem caminhando sobre as nossas preocupações, em meio as nossas preocupações.

O Pavor o Medo e os Fantasmas

Os discípulos não ficaram apavorados pela tempestade e nos muitas vezes também não ficamos pelas nossas preocupações. Mas assim como os discípulos ficamos APAVORADOS, não com medo, mas APAVORADOS, por vários fantasmas que nós vamos criando dentro da nossa cabeça quando estamos preocupados. Fantasma como a desconfiança, a insegurança, a falta de fé que vão sendo alimentados dentro de nós. Para não alongar quero citar o exemplo daquela doença que nós já acreditamos que vamos morrer, ou daquela situação ruim no trabalho que já achamos que vamos ser demitidos, ou ainda a desconfiança conjugal, ou a falta de fé e esperança sobre a recuperação de um ente querido frente a um problema de doença ou vícios.

E quando nos dedicamos um pouco a nossa oração, quando abrimos mais o nosso coração, ficando mais vulneráveis, percebemos que o fantasma, aquele medo que na verdade é o próprio Jesus se aproximando da gente, é o medo do desconhecido encontro com o mestre que logo diz: Coragem! Sou Eu! Não tenham medo!

Eu Sou: Sou Eu

A frase “Sou Eu” nos lembra de Moisés no encontro com a sarça ardente onde Moisés pergunta quem aquele que o chama e a voz responde: “Eu Sou aquele que Sou” revelando para nós que Deus é Pai e Filho.

A falta de fé do discípulo Pedro e o Amor infinito de Jesus Cristo

Porém Pedro, que é aquele discípulo que mais se parece com a gente, mesmo ouvindo as palavras de Jesus ainda duvida e diz: Se for você manda ir ao seu encontro caminhando sobre as águas.

Como é desaforado esse Pedro não? Como nós somos desaforados não? Colocamos Jesus, Deus a prova. Mesmo naquele momento onde Deus está presente na nossa vida nós ainda duvidamos da sua presença.

Mas o amor de Deus é tão grande para conosco que ele ignora e diz: Vem! Eu te acolho! Eu te aceito! Eu te ajudo a superar isso que você sente! Sua insegurança, sua falta de fé,sua desconfiança!

Mas como esse encontro com Deus exige meditação, paciência, fé, tranquilidade, dedicar tempo, seriedade, a gente acaba voltando a sentir os nossos fantasmas, o vento que atormenta e começamos a afundar.

Pedro não teme porque se afunda, mas se afunda porque teme. E assim como Pedro, nós devemos gritar: Senhor salva-me! E reconhecer como ele que é o braço forte do Senhor que pode nos salvar!

E assim cantar como o salmista: “Mostrai-nos ó Senhor vossa bondade e a vossa salvação nos concedei” NÃO É LINDO ISSO GENTE! Pedro professou sua fé naquele momento, reconhecendo Jesus como Senhor, detentor da salvação, da nossa salvação.

Jesus nos estende a mão, mas repreende também. Como você é fraco na fé, porque duvidaste? Ele nos questiona. Aqui ele quer nos mostrar que nunca devemos duvidas do poder de Deus e que Deus sempre fará o que for de melhor para nós.

Profissão de Fé como fortalecimento e reconhecimento do Senhor no Filho

Logo que Jesus e Pedro subiram na barca o vento acalmou e os que estavam na barca professaram sua é dizendo: Verdadeiramente tu és o Filho de Deus!

Assim também acontece conosco quando deixamos Jesus subir nessa barca da nossa vida, que é a gente. O vento se acalma, MAS NÃO ACABA GENTE! Ela se acalma, ou seja, fica em um ponto onde conseguimos suportar e seguir em frente.

Que neste dia da vocação para a vida em família em especial para os pais, nós possamos vencer o medo, as agitações apoiados em Jesus Cristo, na oração.

Então como bom cristão que somos, assim como os discípulos, devemos professar e fortalecer nossa fé, reconhecendo e dizendo sempre que VERDADEIRAMENTE TU ÉS O FILHO DE DEUS!

Amém!

Anúncios

Autor: Robson Cavalcanti

Sou um Cristão, Leigo, Teólogo, muito bem casado com uma esposa maravilhosa e empreendedora magnifica que é a Érika. Gosto de humor e da reflexão teológica, principalmente a produzida na América Latina, mais conhecida como Teologia da Libertação. Gosto de buscar conhecimento, gosto de ousar, gosto de arriscar mesmo que as vezes possa errar, pois afinal, somos seres em continua construção, Deus ainda não me terminou!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s