Empreender e Teologar

"A convergência de dois olhares específicos em prol do bem comum"

Terra e Humanidade Ameaçadas! Uma reflexão a partir da carta aos Romanos

1 comentário

Robson Cavalcanti

Teólogo e Leigo Católico

A Terra é considerada um organismo vivo em que a civilização humana, principalmente a partir do século XV, iniciou um processo de autodestruição através da sua degradação. Grandes estudiosos não excluem a possibilidade de que a espécie humana venha a ter seu real fim, dentre eles: “Stephen Hawking, Christian de Duve, Théodore Monod, Edward Wilson” e vários outros apontados por Leonardo Boff em seu artigo sobre o tema.[1]

A partir destas palavras iniciais, ofereço esta pequena reflexão a partir do texto de Rm 8. 18-23, onde Deus expressa a sua vontade, como projeto para toda humanidade:

“Penso que os sofrimentos do tempo presente não têm proporção com a glória que será revelada em nós. Pois a criação aguarda na expectativa de que se revelem os filhos de Deus. Entregue ao poder do nada – não por sua própria vontade, mas por vontade daquele que a submeteu –, a criação abriga a esperança, pois também ela será liberta da escravidão da corrupção, para participar da liberdade e da glória dos filhos de Deus. Sabemos que a criação geme e sofre em dores de parto até agora. E não somente ela, mas também nós, que possuímos os primeiros frutos do Espírito, gememos no intimo, esperando a adoção, a libertação para o nosso corpo.” (Rm 8. 18-23)

A partir deste texto, é possível entender a vontade de Deus em revelar a sua glória à humanidade, através das nossas ações, pois somos filhos teus à sua imagem e semelhança. Segundo o autor, quem nos dá a capacidade de mudança é o Espírito de Deus, este sopro de vida dado por Deus no início das nossas vidas. Ao abrir-se à ação do Espírito Santo, a vida humana é libertada da ênfase baseada no “Eu” e entra em uma dimensão relacional, pois o Espírito Santo é relação com o Pai e o Filho. Essa vida relacional liberta contempla a perspectiva de uma salvação cósmica, ou seja, universal. O pecado, por sua vez, é também entendido na perspectiva cósmica, como um ato social e coletivo.

Outra concepção que precisamos entender está no fato de que a restauração não está baseada somente em um tempo vindouro, escatológico, distante de nós. Ao contrário, a restauração de todo o cosmos é simultâneo à restauração da vida humana a partir de uma experiência com Deus que pode acontecer aqui e agora. Neste contexto, a vida cristã é apresentada como uma mudança de paradigma, onde o ser humano sai da concepção de que ele é o centro do universo e ingressa em uma dimensão da existência em que as relações são restauradas: a relação com o outro, a relação com os fracos, a relação com os inimigos e também a relação com a ecologia, ou seja, uma relação com o universo, com todo o cosmos, com a criação de Deus. Portanto, é possível entender que não há vida Cristã que possa destruir o meio ambiente, pois um Cristianismo que não tenha comprometimento com o meio ambiente, uma das expressões da restauração da vida, encontra-se ainda preso ao corpo de morte, de pecado. A natureza é parte integrante da nova vida proporcionada pelo Espírito, que precisa ser libertada através do Espírito de Deus em nós.

Referências Bibliográficas:

BOFF, Leonardo. Os termos da discussão ecológica atual. Disponível em: <http://leonardoboff.wordpress.com/2012/06/21/os-termos-da-discussao-ecologica-atual/> em 22 de outubro de 2012.

BOFF, Leonardo. Pode a espécie humana desaparecer?. Disponível em: <http://leonardoboff.wordpress.com/2012/07/08/pode-a-especie-humana-desaparecer/> em 22 de outubro de 2012.

GARCIA, Paulo Roberto. A Ecologia na Perspectiva Neotestamentária. In: Clovis Pinto de Castro. (Org.). Meio Ambiente e Missão: a responsabilidade ecológica das Igrejas. São Bernardo do Campo: Editeo, 2003. p. 55-66.

SIQUEIRA, Tércio Machado. A ecologia vista a partir do Salmo 33. In: Clovis Pinto de Castro. (Org.). Meio Ambiente e Missão: a responsabilidade ecológica das Igrejas. São Bernardo do Campo: Editeo, 2003. p. 43-54.

Notas:

[1]     Boff, Leonardo. Pode a espécie humana desaparecer? Disponível em: <http://leonardoboff.wordpress.com/2012/07/08/pode-a-especie-humana-desaparecer/> acesso em 22 de outubro de 2012.

Anúncios

Autor: Robson Cavalcanti

Sou um Cristão, Leigo, Teólogo, muito bem casado com uma esposa maravilhosa e empreendedora magnifica que é a Érika. Gosto de humor e da reflexão teológica, principalmente a produzida na América Latina, mais conhecida como Teologia da Libertação. Gosto de buscar conhecimento, gosto de ousar, gosto de arriscar mesmo que as vezes possa errar, pois afinal, somos seres em continua construção, Deus ainda não me terminou!

Um pensamento sobre “Terra e Humanidade Ameaçadas! Uma reflexão a partir da carta aos Romanos

  1. Muito esclarecedor, parabéns um abraço de admiração e carinho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s