Empreender e Teologar

"A convergência de dois olhares específicos em prol do bem comum"

Habemus Papam! Temos um Papa! Francisco!

Deixe um comentário

Robson Cavalcanti

Católico e Teólogo Leigo

papah

 (fonte:http://www.osservatoreromano.va/)

Como é bom sentir o Espírito Santo de Deus presente entre nós! Como é bom ser ouvido por Deus! Quando escrevi o post Reflexões de esperanca a espera de um novo Papa, a praticamente um mês atrás, desejei ardentemente que Deus pela força do Espírito Santo ouvisse o meu clamor e de tantos católicos pelo mundo a fora, sobretudo do Sul, da América Latina, África e Ásia, onde está a maioria dos católicos do mundo. São nestes lugares onde estão os empobrecidos deste mundo. Como era desejado que o lugar da hierarquia máxima do catolicismo tivesse este mesmo rosto!

E Deus nos presenteou com Francisco! Aleluia! Este Papa que prefere ser chamado de “Bispo de Roma”, afirmando a colegialidade do Concilio Vaticano II. E ele mesmo afirmou que seus irmãos cardeais foram buscar um Papa do fim do mundo, fazendo uma referencia ao posicionamento eurocêntrico que existe. Que bom termos um Papa que esteja alinhado às conclusões conciliares, tão caras ao catolicismo, mas que não foram efetivamente aplicadas pelos seus predecessores. Felizmente estamos vivendo o que já poderíamos ter vivido a 50 anos atrás. Mas tudo tem seu tempo! Este é o tempo de Deus! Um Kairós!

E como é santo e humano seus gestos! A começar pela sua primeira aparição pública onde primeiramente se inclinou para que o povo pedisse a benção de Deus para a ele! Tomou café com os outros Cardeais no dia seguinte. Pagou sua conta no hotel em que ficou hospedado para o Conclave, preferiu o ônibus dos cardeais à solidão do carro oficial do Papa! Decidiu não morar no Palácio Apostólico, talvez porque na história nenhum apóstolo de Cristo tenha tido um palácio para morar ou dormir, ao contrário, Jesus de Nazaré nasceu num estábulo e chegou a firmar que não tinha onde reclinar a cabeça.

Francisco preferiu o anel de pescador de prata banhado a ouro renunciando ao todo de ouro, remetendo-nos a observar tanto à simplicidade, como o simbolismo de estar alinhado ao Concílio Vaticano II. Ele não se posicionou sentado Aliás, Francisco foi até flagrado usando seu anel de Bispo mesmo, talvez porque é isso mesmo que ele é: “Bispo de Roma” presidindo na Caridade.”

Junto ao seu anel, não abdicou de sua cruz de ferro de Bispo que mostra a representação do Bom Pastor com uma ovelha perdida nas costas e, ao fundo, o seu rebanho, não usa o sapato de pontífice e muito mesmo os ornamentos pomposos de Rei poderoso e soberano. Quando foi receber a homenagem dos demais Cardeais não ficou sentado como um Rei em seu trono como rege a tradição, mas em pé. Foi um gesto simbólico muito forte colocar o altar da Capela Sistina de frente para os fiéis remetendo disposição segundo a liturgia conciliar. Restaurou recentemente também o uso da férula conciliar, com o Jesus Crucificado e curvado. Suas palavras e seus gestos estão intimamente ligados:

“Eu queria que, depois destes dias de graça, todos nós tivéssemos a coragem, sim a coragem, de caminhar na presença do Senhor, com a Cruz do Senhor; de edificar a Igreja sobre o sangue do Senhor, que é derramado na Cruz; e de confessar como nossa única glória Cristo Crucificado.”

Não posso esquecer que Ele também preferiu morar na casa Santa Marta ao Palácio Apostólico, onde está o aposento Papal oficial.

E na sua missa de “inauguração” do pontificado, que gesto lindo convidar para ficar ao lado dos cerimonialistas pontifícios não os seminaristas romanos mas os freis franciscanos, religiosos não candidatos ao sacerdócio! Mostra que a celebração é composta por todos, clérigos, leigos e religiosos!

José Manuel Bernal, liturgista, afirma defendendo que “as celebrações de Francisco têm uma cor nova, rejuvenescida, mais quente, mais entranhável”. Francisco “foge dos comportamentos estereotipados e convencionais.”

Os liturgistas conservadores, no entanto, demonstram insatisfação com Francisco, pois Ele não segue as rubricas prescritas no livro de normas litúrgicas. Engraçado notar que estes são os mesmos a defender a soberania do Sumo Pontífice. Ora, então porque simplesmente não aceitam? Só porque é Francisco? Só porque ele prefere a simplicidade! Só porque ele manifestou seu desejo dizendo: “Há como eu queria uma Igreja pobre para os pobres?”

Estou alinhado com Bernal, quando o mesmo diz que “os liturgistas não devem ser escravos das rubricas; antes, devem aplicá-las com inteligência e com bom critério, pois essa é a linha do Vaticano II, e assim se reflete no novo Missal”.

E também concordo com Carlos Ros Caballar quando diz que “quando sobre a escrivaninha, à noite, se tem como último livro de consulta o Código de Direito Canônico e as normas litúrgicas e não o Evangelho, acontece isso” e eu acrescento, com os liturgistas conservadores.

Acredito que todos eles também sabem que Jesus de Nazaré não respeitava a lei do livro, negligenciando as normas, pois Jesus não guardava o sábado, chamava os fariseus de sepulcros caiados, comia com pecadores e acolhia prostitutas.

E o nome Francisco? Nossa! É mesmo um sopro do Espírito! Quando ele contou que “o Cardeal Hummes o abraçou, o beijou e disse “não te esqueças dos pobres e Ele disse que aquela palavra gravou na sua cabeça: os pobres, os pobres,” e escolheu o nome Francisco por causa de FRANCISCO DE ASSIS,” homem da pobreza, homem da Paz, meus olhos se encheram de lágrimas, como resposta do meu coração e do meu espírito que está feliz, muito feliz!

Há alguns anos tive contato com a espiritualidade inaciana, tanto através das Irmãs Dorotéias que cultivam esta espiritualidade como também através dos próprios Jesuítas como o Pe. Jaldemir Vitório. Como admiro a profundidade desta espiritualidade! Somente um homem de grande espiritualidade como Francisco pode ser tão humilde, simples e ao mesmo tempo firme e profundo com suas colocações. Ele fala como um Pastor e não como um Rei soberano.

Há alguns anos tive contato com a espiritualidade inaciana, tanto através das Irmãs Dorotéias que cultivam esta espiritualidade como também através dos próprios Jesuítas como o Pe. Jaldemir Vitório. Como admiro a profundidade desta espiritualidade! Somente um homem de grande espiritualidade como Francisco pode ser tão humilde, simples e ao mesmo tempo firme e profundo com suas colocações. Ele fala como um Pastor e não como um Rei soberano.

Como são belas suas mensagens! Ele se faz próximo de nós dizendo:

“E agora iniciamos este caminho, Bispo e povo… um caminho de fraternidade, de amor, de confiança entre nós.” De fato Ele é um Pontífice, cria pontes, como quando falou aos Católicos Orientais, chamando o patriarca de irmão André. Ele se mostra muito aberto ao ecumenismo.

Como afirmou Boff “Francisco, não é apenas um nome, mas sim um projeto de Igreja. Uma Igreja pobre, popular, que chama todos os seres da natureza com as doces palavras de “irmão” e “irmã”. Uma Igreja do Evangelho, distante do poder e próxima das pessoas.”

Pra finalizar… que show de bola! Ele celebrou antes do seu primeiro Angelus a missa na pequena igreja de Sant’Anna, a paróquia do Vaticano: os habitantes de Borgo Pio, nesse domingo tiveram como pároco o papa!! Ele é um Pastor mesmo!

Fontes: http://fratresinunum.com/;http://www.adital.com.br/site/index.asp;http://www.ihu.unisinos.br/;http://www.vatican.va/

Anúncios

Autor: Robson Cavalcanti

Sou um Cristão, Leigo, Teólogo, muito bem casado com uma esposa maravilhosa e empreendedora magnifica que é a Érika. Gosto de humor e da reflexão teológica, principalmente a produzida na América Latina, mais conhecida como Teologia da Libertação. Gosto de buscar conhecimento, gosto de ousar, gosto de arriscar mesmo que as vezes possa errar, pois afinal, somos seres em continua construção, Deus ainda não me terminou!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s